terça-feira, 4 de janeiro de 2011

sua . sim . sou


A melhor parte de você
sou eu

Sua única certeza,
sua esperança,
as canções de amor não ouvidas,
seu refúgio nas tempestades

Eu sou sua beleza,
seu desejo,
sua constância,
o sal nas suas feridas,
as juras há muito esquecidas,
sua rima,
seu enredo,
suas saudades

Sou em você a sutileza,
os exageros
e os entremeios
todo o brilho e os contrastes
sou eu
os seus sorrisos, a sua lembrança
a vozinha da sua consciência,
sua própria divindade
(pessoal e intransferível)

Também sou sua kriptonita,
seu golinho de cerveja,
sua maior fraqueza,
em seu olhar, a insegurança,
toda a dualidade

Eu sou a ponta do torturante band-aid
no seu calcanhar
e a melodia que nunca para de tocar

É por mim que seus olhos se abrem,
sou eu sua pureza,
seu sonho de criança,
o final feliz do seu conto de fadas,
a sua eternidade


Eu sou a pipa
e você,
minha linha.

9 comentários:

Tiago disse...

lu,
nosso amor me dá vontade de cantar:

"Vou passar cerol na mão, assim, assim
vou cortar você na mão, vou sim, vou sim
vou aparar pela rabiola, assim, assim,
Vou trazer você pra mim, vou sim, vou sim
Eu vou cortar você na mão, vou mostrar que sou
tigrão"

Anônimo disse...

Lu amada!

Que lindo!

Vou aprender a tocar violao so para musicar seu texto!

LINDO!

Anônimo disse...

Lu amada!

Que lindo!

Vou aprender a tocar violao so para musicar seu texto!

LINDO!

Re

Tiago disse...

lu,
é tão lindo
cada palavra nele parece recém inventada.
como se acabassem de inventar cada amor, sonho, magia, você.
te amo.

Fern. disse...

Basicamente sem você ele é nada e é assim que te que ser, né?
Adoro poemas autoassertivos, ainda mais assim, cheios de referÊncias a coisas que eu amo, como Elis Regina. rsrs
Nem preciso dizer que a saudade é absolutamente recíproca né, benhê!
Sem tuas rimas é que essa blogesfera fica tãooo sem graça! Hahaha!

Beijo!

Adrielly Soares disse...

Você voltou, que coisa linda!
Voltou melhor do que nunca.

Beijo

Anônimo disse...

tem gosto de bolo de Lu!

Tiago disse...

lu, o que que é autoassertivos?
acho que quero ser isso também.
leio de novo e de novo e me dá vontade de dançar de novo entre os amigos jogados feio orégano no chão da sala, lembra? "sentindo frio em minh'alma, te convidei pra dançar".
eu te amo, é mais fácil existir quando você me inventa assim.

Meu EU disse...

Lindo demais!!



Amei cada, verso!!


Você é perfeita!