quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Cuidados

Não me venha com promessas vãs
não invente que sem mim não vive
que meu sorriso ilumina o mundo
que eu sou seu talismã...

Não me apareça com rimas prontas
clichês de comédia romântica
histórias de almas gêmeas
e todo esse amor de faz-de-conta...

Não diga que me ama...
em menos de uma semana,
não há jeito de eu acreditar!
Não diga coisa que você não sente
Não tente se adequar aos meus sonhos
não exagere no desejo de agradar!
Nunca diga nada sem significado
me assusta quem mal sabe que mente...
Por isso, falar muito não adianta
palavras só tocam a superfície
atos é que são provas
o melhor jeito de amar...

Se você vier muito afobado
achando que é meu dono
e ficando logo grudado
eu fujo!
Rapidinho me afasto!

Tanta urgência desmedida
só pode ser carência
loucura, obsessão...

Amor de verdade vem aos poucos
precisa ser conquistado
cultivado,
aprimorado...

Posso parecer fria
insensível, cínica e desinteressada...
Mas não se iluda:
eu sou é cuidadosa, precavida
e, acima de tudo,

Frágil.

2 comentários:

Fernanda disse...

Lu, que perfeito esse!
Descreve muito bem meu momento recente, em que as pessoas pensam que estopu fugindo do amor, mas na verdade, só quero me proteger de um pacote de mentiras.
Certo?=D

rsrsrs

Beijos, saudades de ti e dos teus escritos!

Adrielly Soares disse...

Frágil, acho que nda mais definiria
o meu estado emocional do que frágil.
É muito difícil provar que se ama,
é muito difícil receber uma prova
desse amor, mas só porque não tem
provas não quer dizer que ele não
exista não é ?
=S


O meu fim vai ser igual o da Dona Fernanda. Beijos, saudades de ti e dos teus escritos.