sábado, 11 de agosto de 2007

Partitura

Eu dei a partida
Ou será que foi você?
Não importa,
eu invento,
fui eu.

Caixinha por caixinha,
construí um monumento,
uma ode à surpresa,
ao acaso e ao momento.

Tive que ir,
sem querer,
insegura,
segurando sonhos
e juras.

Quando voltei
você me partiu.
Num verso, fiquei.
Revoltada,
parti.

Mas aí...

O vento sopra uma palavra
danadinha e safada,
que chega cabriolante,
repousa sobre meus ombros,
toma fôlego... e salta!
Uma vez,
duas, três,
até alcançar os ouvidos:
es pe ran ça.

(Esperança é quando
a espera dança
ao som de Elis,
de longo azul celeste,
feito criança)

Com copo de whisky na mão
e um band-aid no calcanhar,
alego insanidade
(em tão tenra idade!)
e revolto ao encanto,
frente e verso,
no meu canto de reverso.

7 comentários:

Nina disse...

Haaa!!

Ao som dessa partitura... A gente vai dançando.

Dois pra lá
Dois pra cá

A poesia tocando - como melodia que envolve - nos nossos ouvidos.

Lindo, lindo, lindo!

=)~

Camiseta Personalizada disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Se você quiser linkar meu blog no seu eu ficaria agradecido, até mais e sucesso.(If you speak English can see the version in English of the Camiseta Personalizada.If he will be possible add my blog in your blogroll I thankful, bye friend).

Ricardo Almeida disse...

"Bão balalão / Senhor Capitão / Tirai esse peso do meu coração / Não é de tristeza / Não é de afliação / É só de esperança / Senhor Capitão / A leve esperança / A aérea esperança / Aérea pois não / Peso mais pesado não existe não / Ah livrai-me dele / Senhor Capitão."
(Manuel Bandeira)
bjs
Ricardo

linda disse...

ei,Lu, valeu a pena seguir as pistas até te encontrar novamente.
Amei!...Como sempre suas palavras me trazem um alívio, um não sei o que de conforto, uma vontade de escrever também,até mais.Beijos,Linda.

Jair disse...

É uma poesia sentimento, de buscas.Que quer ser vista e tocada.é uma poesia que fala mesmo em silencio

Fernanda disse...

A definição de esperança me encantou! =D

Anônimo disse...

Aprendi muito