sábado, 18 de agosto de 2007

Abrigo

Uma dança,
um descuido,
mero acaso.
CD do Chico,
passos suaves,
um abraço.

Momentos assim são leves,
como penas
suspensas no ar
por um sopro,
um suspiro breve...

De repente
um beijo calado,
colado,
que se repete
entre vãos,
cheio de mãos...

Como a brisa
varre as folhas secas
no outono,
eu te sigo,
passo a passo,
passando a limpo
um desejo desvairado

No fim, peço apenas
que leve consigo
meu riso rasgado;
que eu trago comigo
seus olhos
em meus sonhos
mais ousados.

3 comentários:

Nina disse...

Quisera eu

Abrigo
Ao som de Chico
Num beijo calado.

Mas tudo é tão passageiro...

=/

Fernanda disse...

Chico é mesmo a música perfeita pra um beijo cheio de mãos!

Adorei, inclusive o layout.
Bjos!

jair, poeta do submundo disse...

É uma dança suave.Uma delicadeza.uns gestos